SIBPP

Segunda Igreja Batista do Plano Piloto

SRES Quadra 10 AE 1 - Cruzeiro Velho Brasília/DF
CEP: 70645-610 | Telefone: (61) 3234-5377
IRDF 2014!

IRDF 2014!

INSCRIÇÕES ENCERRADAS PARA O IRDF DE MAIO/14. O próximo será em JULHO/14. Clique no botão abaixo para mais informações...

Leia mais...
2ª Igreja Batista do Plano Piloto

2ª Igreja Batista do Plano Piloto

Nossa Missão «Fazer o maior número de discípulos de todas as nações até a volta do Senhor Jesus.»

Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2011 JoomlaWorks Ltd.
CONSTRUINDO PONTES PDF Imprimir E-mail

“Bem aventurados os pacificadores porque eles serão chamados filhos de Deus” Mateus 5:9


Dois irmãos moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho. Durante anos, percorreram uma comprida estrada que corria ao longo do rio para, ao final de cada dia desfrutarem, um da companhia do outro. Apesar do cansaço, faziam-no com prazer, pois se amavam. Mas agora tudo tinha mudado.


O que começara com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Certa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta. Ao abri-la, viu um homem com uma caixa de ferramentas, que foi logo dizendo: estou procurando por trabalho, posso ajudá-lo? ‘‘Sim!’’ disse o fazendeiro – ‘‘Claro que tenho trabalho para você”.


Veja aquela fazenda além do riacho, é de meu irmão mais novo. Brigamos muito e não mais posso suportá-lo. Quero que você me construa uma cerca bem alta ao longo do rio para que eu não mais precise vê-lo. Entendendo a situação, disse: farei um trabalho que lhe deixará satisfeito. Como precisava ir à cidade, o fazendeiro partiu.


O homem trabalhou arduamente durante todo aquele dia e já anoitecia quando terminou sua obra. O fazendeiro ao retornar não pode acreditar no que via! Não havia qualquer cerca! Em seu lugar estava uma ponte que ligava um lado do riacho ao outro. Enfurecido ele exclamou: você é muito insolente em construir esta ponte, depois de tudo que lhe contei!


Ao erguer seus olhos para a ponte mais uma vez, viu seu irmão aproximando-se da outra margem, correndo com seus braços abertos. Cada um ficou imóvel do seu lado do rio, e num só impulso, correram um na direção do outro, abraçando-se e chorando no meio da ponte. Viram o carpinteiro arrumando suas ferramentas e partindo. ‘‘Não! Espere!’’ disse o mais velho. ‘‘Tenho muitos outros projetos para você’’. ‘‘Adoraria ficar, mas tenho muitas outras pontes para construir’’.


Sempre que houver oportunidade, construa pontes, jamais cercas.


(Anônimo)

Voltar
 

:: Fale conosco

Obrigatório *

Digite seu nome corretamente...

Digite seu e-mail corretamente...

Digite seu telefone corretamente...

Escolha o assunto corretamente.

Digite a mensagem corretamente...